Perlas Prill - Saúde Integral

Kit Limpeza do Fígado e da Vesícula

Promoção

R$ 201,00

À vista (Depósito / Transferência)
com 4% de desc. por R$ 192,96

DESCRIÇÃO

Ácido málico 100g + Irrigador (Bolsa para enemas) + Sais de Epsom 180g




 


INDICAÇÕES

A limpeza do cólon com e enema tem extrema importância para a eficácia do processo da limpeza do fígado e da vesícula. De acordo com Andreas Moritz, a irrigação do cólon é o meio mais abrangente de se preparar para a limpeza hepática, já que a congestão do cólon pode evitar a abertura correta da vesícula, causar náuseas e refluxo da mistura de azeite, impedindo a evacuação dos cálculos biliares.

Os Sais de Epsom agem na dilatação e desintoxicação dos ductos biliares, o que facilita a expulsão dos cálculos biliares. Além disso, funcionam como eficiente laxante natural promovendo a limpeza do trato intestinal.

Ácido Málico é utilizado na primeira fase da limpeza do fígado e da vesícula para amolecer cálculos biliares e dissolver bile endurecida ou estagnada nas vias biliares, facilitando assim a expulsão de cálculos no sexto dia da limpeza. Sua ação faz com que os cálculos adquiram a textura de argila, e assim não causem nenhum dano aos órgãos internos ao se deslocarem, principalmente aos estreitos ductos biliares do fígado.

MODO DE USAR

IRRIGADOR

A limpeza deve ser realizada com água de boa qualidade, sem cloro, colocando-se o irrigador a uma altura aproximada de 1 metro acima do local onde se deitará, gerando assim uma pressão adequada da água. Deve-se deitar de barriga para cima com os joelhos dobrados ou sobre um dos lados do corpo, com a perna de cima dobrada. Colocar a maior quantidade de água possível (até 2 litros) deixando-a agir por alguns minutos para dissolver os resíduos até o momento de evacuar.
Promover uma suave massagem na barriga, levando a água para diferentes regiões do cólon, e assim multiplicando por dez o efeito da irrigação. Melhora a sensação de conforto, libera tensões e contrações do baixo ventre e restabelece a circulação energética nessa região.

PASSO A PASSO:
1. Lave a cânula anal com água e sabão. Prenda-a ao final da mangueira e feche o registro.
2. Rosqueie a base da mangueira ao fundo da bolsa.
3. Encha a bolsa com água sem cloro. Se preferir, pode-se aquecer levemente a água, deixando-a na temperatura do corpo.
4. Pendure a bolsa a uma altura mínima de 60 cm do chão (na maçaneta da porta ou no toalheiro do banheiro, por exemplo).
5. Estenda uma toalha ou manta no chão do banheiro, perto do vaso sanitário, e deixe um pequeno travesseiro por perto.
6. Deite-se de barriga para cima com os joelhos dobrados, ou sobre um dos lados do corpo com a perna de cima dobrada, encontrando uma posição confortável e repousando a cabeça no travesseiro.
7. Lubrifique bem a cânula, a abertura do ânus e a área ao redor com azeite de oliva, manteiga, gel de aloe vera ou óleo de coco.
8. Insira a ponta da cânula gentilmente no ânus, sem forçar.
9. Abra o registro para que a água flua até o reto. Se o fluxo de água for muito rápido, provocando cólica repentina, diminua a velocidade fechando o registro pela metade ou mais, até passar o desconforto.
10. O fluxo pode ser interrompido quando você sentir que precisa evacuar. Procure não ceder de imediato à vontade de ir ao banheiro. Se a sensação desaparecer, pode-se aumentar a quantidade de água. Quanto mais profunda for a limpeza do cólon, melhor.
11. Mantenha a água dentro do corpo por alguns minutos. Deitar do lado direito geralmente ajuda a levar a água à parte superior do cólon com mais facilidade.
12. Feche o registro por completo quando notar que a bolsa está vazia e remova a ponta da cânula do ânus.
13. Descanse massageando gentilmente o abdômen.
14. Você pode sentir que os intestinos começarão a funcionar. Quando necessitar sentar no vaso, verá que a evacuação será imediata, aquosa no início e depois mais sólida.
15. Lave a ponta da cânula e a bolsa com água quente e sabão, esfregue e deixe secar. Repita todo o processo se sentir que não removeu toda a matéria fecal do cólon. Os enemas têm um melhor resultado se realizados de manhã, logo após a primeira evacuação do dia. Se a evacuação matutina não for possível, ao final da tarde (antes das 17h30) também é um bom momento.
Caso sofra de constipação crônica, pode ser necessário preparar o cólon para o enema tomando um laxante leve, como Colosan ou Sais de Epsom, na noite anterior à lavagem.
Para as limpezas de cólon relativas ao método de Limpeza do Fígado e da Vesícula, seguir os horários recomendados no livro.

SAIS DE EPSOM

No processo de limpeza do fígado e da vesícula, adicione 4 colheres de sopa cheias (um total de 60g) de Sais de Epsom a 750 ml de água. Tomar esta solução durante o 6º e 7º dias de limpeza do fígado, dividida em 4 doses. Um pote de 180g de Sais de Epsom é suficiente para três limpezas do fígado. 

ACIDO MÁLICO

Para a limpeza do fígado e da vesícula, tomar 1 colher de chá cheia (5 a 6g) de Ácido Málico, diluído em 1 litro de água. Beber um litro deste preparado por dia, durante 6 dias consecutivos. É recomendado beber este litro durante o dia, espaçadamente, entre as refeições. Preferencialmente até 30 minutos antes de cada refeição e no mínimo 1 hora após as refeições. Um frasco de Ácido Málico de 100g atende 3 limpezas.

 

Informações conforme indicação no livro "A limpeza do fígado e da vesícula", de Andreas Moritz

FICHA TÉCNICA

AVALIAÇÕES

Produto:

X
ADICIONADO AO CARRINHO